Retiro espiritual é no Gerês

Retiro espiritual é no Gerês.
A caminhada já começou tarde. Passava do meio dia, e já estávamos parados a almoçar.
O objetivo eram as minas dos carris e minas das sombras. Depois de uma primeira etapa difícil, tínhamos chegado às minas dos carris, sem vestígios de Volfrâmio ou Molibdénio 🙂 . A 1300m de altitude, a paisagem era a mais brutal para alimentar a minha fome de lobo. Caminhamos em direção às minas das sombras, perdemos o norte, mas nunca o controlo. Fizemos o verdadeiro corta-mato para voltar ao trilho com “mariolas”. Anoitecia, quando finalmente retomamos o trilho principal, não voltamos para trás para ver a mina das sombras. Chegamos a Lobios já era noite cerrada, mas a chave do carro estava noutro carro, na Portela do Homem! A sério!!? Calma… Havia um café! E por sorte um amigo espanhol ajudou-nos, deu boleia a um dos elementos do nosso grupo, e evitamos mais uma caminhada até Portela do Homem. Enquanto isso ficamos a beber cañas. Ai, ui! ui!! as pernas… Finalmente em “terra firme”, o tão prometido cabrito ou cabidela, sinceramente já nem me lembro, soube bem! (Enquanto na cabana… Para que serve esta ficha? Vou desligar para carregar o telemóvel. No dia seguinte Havia água quente na vossa cabana? … ai cilindro ai cilindro) Fonte: Ana Lídia Almeida

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s